Desconstruindo Estereótipos #1 - Rio Grande do Sul + apresentação


Olá leitores! 

À pouco tempo me surgiu uma ideia de fazer uma série de posts mostrando um pouco da cultura de vários estados brasileiros. Sempre tive várias dúvidas sobre a cultura de cada estado, afinal o Brasil é rico em cultura. Porém, nada melhor do que as próprias pessoas que vivem nesses estados, para nos dizer como realmente é o lugar onde vivem.

Nesse novo projeto, você também poderá tirar suas dúvidas e ao mesmo tempo desmentir os mitos e estereótipos de seu próprio estado.

Antes de começar, vou explicar o que é a palavra "estereótipo":

Segundo o site Significados, estereótipo é:
"Estereótipo são generalizações que as pessoas fazem sobre comportamentos ou características de outros. Estereótipo significa impressão sólida, e pode ser sobre a aparência, roupas, comportamento, cultura etc."

Segundo o dicionário online Michaelis:
"Imagem mental padronizada, tida coletivamente por um grupo, refletindo uma opinião demasiadamente simplificada, atitude afetiva ou juízo incriterioso a respeito de uma situação, acontecimento, pessoa, raça, classe ou grupo social."

Resumindo: estereótipo é aquela ideia que você tem sobre uma cultura, em que todo mundo fala, mas não sabe se é verdade ou não.

Dito isso, vamos começar!

No primeiro post, iremos desconstruir estereótipos da cultura do estado do Rio Grande do Sul, que é onde eu moro!


- Como todos devem saber, nossa bebida típica é o chimarrão: Na "cuia" temos a água quente e a erva-mate moída. O "canudo", a gente chama de "bomba".
Algumas pessoas tomam essa bebida até no verão (por exemplo, meus pais).
Há também o chamado "mate doce", que ao invés da água quente, coloca-se um chá doce.




- Outra coisa que vocês devem saber também, é que nossa comida típica é o churrasco. Mas, há uma coisa que vocês talvez não saibam:
No inverno, ficamos ao redor de um fogão a lenha, comendo pinhão.



Pra quem não sabe, pinhão é aquela "frutinha" que dá na árvore que chamamos de Pinheiro: 



- Nem sempre é frio aqui. Tem algumas regiões que é mais frio, sim, por exemplo, na cidade de Gramado. Mas o verão aqui é insuportável, é muito quente. Em um dia podemos ter as quatro estações. É sério! Em um dia pode fazer frio, depois calor e depois frio de novo.

- Nós temos o famoso sotaque gaúcho, onde falamos exatamenTE ao invés de exatamenTI. Algumas pessoas falam caRO ao invés de caRRO (que é o meu caso :D).
Cada região fala de um jeito diferente, por exemplo, no interior, mais precisamente na Serra Gaúcha (ou Serra das Antas), as pessoas falam com um sotaque "carregado", mais puxado para um dialeto italiano, afinal muitos italianos vieram pra cá, há mais ou menos 140 anos atras. Por causa disso, recebemos muita influência da cultura italiana.
Exemplos: salame, queijo e polenta. Vinhos. Danças e músicas. Jeito de falar, dialetos e gírias. 
Também tivemos imigrantes alemães. Da cultura alemã, herdamos vários costumes, entre eles, algumas comidas e jeitos de falar.




- Temos muitos CTGs (Centro de Tradições Gaúchas), os quais fazem apresentações de dança gaúcha em outros estados e até em países vizinhos, e também promovem rodeios. Caso você esteja curioso(a) e queira ver uma apresentação de dança tradicional gaúcha, clique AQUI e veja um vídeo.

- Para vocês é sanfona, para nós é gaita.
Para vocês é mexerica ou tangerina, para nós é bergamota.
Para vocês é prendedor de cabelo, para nós é rabicó.
Para vocês é menina/menino, para nós é guria/guri.

- Não falamos "tchê" o tempo todo, dependendo da região, algumas pessoas sempre falam, mas onde eu moro, a gente fala mais o "bah".

Para ver algumas gírias que falamos, sugiro os seguintes vídeos:
Coisas que a serra fala - link
Coisas que a serra fala 2 - link
Coisas que a serra fala no litoral - link
Coisas que a serra fala na copa - link
OBS.: Esses vídeos que foram citados é sobre o que eu disse antes: a cultura italiana misturada com a gaúcha, e é nessa região onde eu moro, que falamos assim. 

Coisas que Porto Alegre fala - link
Coisas que Porto Alegre fala 2 - link
Coisas que Porto Alegre fala no GreNal - link

- Temos muitos times, mas o que predomina por aqui é o clássico GreNal - Grêmio x Internacional.
Antes que me perguntem: sou colorada (:
Alguns pontos turísticos:



OBS1.: Todas as fotos foram retiradas do Google Imagens, se alguma for sua, por favor me avise, que darei os créditos.
OBS2.: Tudo o que coloquei aqui é do meu conhecimento, é a realidade em que vivo. Se você discorda com algo ou quer acrescentar algo, escreva nos comentários, irei ler e colocar no post.


Bom, teria mais coisas para colocar aqui, mas o post ficaria enoooorme. Esse é apenas um resumo da cultura gaúcha.
Se você tem alguma dúvida, deixe nos comentários, talvez eu faça uma segunda parte desse mesmo post.

No próximo post da série, iremos conhecer um pouco da cultura do estado de Minas Gerais. Se você tem alguma pergunta para fazer sobre o estado, deixe nos comentários!

Espero que tenham gostado!

Beijos e até a próxima <3

5 comentários:

  1. Nossa! Adorei, muito bacana, achei que ficou bem resumido mesmo, conseguiu explicar muitas coisas que eu não conseguiria. Acho que seria bacana também comentar sobre os trajes típicos gaúchos, são poucas as pessoas que usam no dia a dia, na maioria é só em eventos tradicionalista!

    Adorei mesmo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post e a proposta de começar esse novo projeto. Também sou Gaúcha e Colorada ♥
    www.gauchice.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que ideia mais legal, Mo! Não conhecia muito sobre a cultura gaúcha, espero que você faça a parte dois <3

    Beijão!

    http://myuniversoparticular.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Achei muito legal, faz um de Salvador! :D

    irianneveloso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Gostei bastante do projeto, mas vou esperar pra ver de outros lugares, sou do Sul então já conheço tudo isso haha
    Beijos
    neversaynever-believe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Inverno de 1996 | Layout por A Design