Resenha: série A Seleção - Kiera Cass


Olá leitores!
Hoje temos mais uma resenha da nossa colaboradora, a Saiury! E dessa vez é a resenha da série A Seleção.

Vamos ver o que ela achou!

ATENÇÃO: CONTÉM SPOILERS!

Título dos livros:
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte

SINOPSE DO PRIMEIRO LIVRO:
Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto.Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma...
RESENHA:

Resenha por Saiury Francescatto.


No momento em que acabei de ler A Coroa (último livro), fiquei totalmente impressionada com o modo como Kiera Cass desenvolveu toda uma vida para America e Eadlyn. E QUE VIDA HEIN! A resenha talvez seja grande, mas são cinco livros!!! Mas, tentarei ser breve!


Desde o começo de A Seleção eu ri demais com as coisas que a America aprontava e com as coisas que ela dizia para o (maravilhoso, gostoso, lindo e glamoroso) Maxon. Para quem leu o primeiro livro, sabe que America não queria estar na Seleção de jeito nenhum, ainda mais porque já havia alguém com quem ela queria estar. E o Maxon sendo o Maxon, não tem como ela NÃO se apaixonar por ele.
- Sabe você ainda pode escolher. Se tiver medo de ficar, pode dizer – ele fez uma pausa e pensou. – Ou se chegar à conclusão de que nunca vai me amar; seria melhor me contar já. Deixarei que siga seu caminho e seremos amigos.

Lancei meus braços ao seu redor e apoiei a cabeça em seu peito. Maxon pareceu ao mesmo tempo confortado e surpreso com o gesto. Ele demorou apenas um segundo para me envolver nos braços.
- Maxon, não tenho certeza do que somos, mas sem duvidas somos mais do que amigos. (A Seleção, capítulo 24)
America é aquele tipo de garota com uma personalidade forte que enfrenta tudo de cabeça erguida, principalmente um rei que a odeia e a ideia de que um dia se tornará rainha e governará um reino. Em A Elite, America fica decidida que deve continuar na Seleção, já que seus sentimentos por Maxon não são mais os mesmos desde que entrou no palácio. 

Porém, agora que Aspen está a todo o momento tentando protegê-la, seus sentimentos por ele a deixa confusa em relação aos sentimentos pelo maravilhoso príncipe que está a sua espera. Confesso que nutri uma "raivazinha" sobre esse soldado querido. Inclusive fiz uma das minhas colegas ler A Seleção e ela é apaixonada pelo Aspen. Eu realmente não entendi o que ela viu nele, mas né, cada um tem seu gosto. Mas ainda assim, acho que ele só atrapalha a mente da nossa querida America.
[...] — Se não estamos juntos, você não pode me proibir de falar com ninguém.

Fiz uma careta de raiva.
— Você sabe que não é assim.
— Como é, então? — ele sussurrou. — Quando penso em você, nunca sei se devo insistir ou deixar pra lá — depois balançou a cabeça. — Não quero desistir, mas se posso ter esperanças, me diga. (A Elite, capítulo 8)

Depois de acontecimentos trágicos no palácio envolvendo uma das Selecionas, America precisará cuidar mais do que nunca sobre manter em sigilo seu “relacionamento” com Aspen. Confesso que no momento em que aquilo aconteceu eu quis parar de ler no exato segundo. Só vou dizer que nessa tragédia está envolvido nosso sádico e egoísta rei – que eu sinceramente espero que morra de forma dolorosa e demorada, com bastante sangue e sofrimento... Desculpa, sou ariana. 

Com poucas garotas no palácio e a Seleção acabando, tanto Maxon quanto America precisaram decidir qual será sua escolha no final de tudo. Em A Escolha, último livro sobre America, os ataques dos rebeldes deixam todos com os nervos à flor da pele e é preciso muita coragem para encarar esse tipo de coisa todos os dias. Acho que America é a garota certa para esse tipo de tarefa, e ela também descobrirá várias coisas sobre o reino e sobre sua família as quais mudarão seus pensamentos totalmente. Desde o primeiro momento em que comecei a ler, America me surpreendeu de uma forma inimaginável. E em A Escolha não é diferente. O final me deixou muito emocionada e fiquei louca para saber o que aconteceria em seguida em A Herdeira.

=== SPOILER ===

Eadlyn, filha de America e Maxon (SIM! ELES FICARAM JUNTOS!), é a próxima rainha de Illéa. No começo de A Herdeira eu fiquei com um pé atrás sobre continuar essa incrível historia sobre o futuro de Illéa, até porque Eadlyn – para mim pelo menos – parecia uma garotinha mimada... PRESUNÇOSA! ESSA É A PALAVRA QUE EU PROCURAVA! (soquinho pra cima em comemoração). Presunçosa e mimada são as palavras que eu acharia correto ao se referir á Eadlyn em A Herdeira.

É claro que começar uma nova Seleção do nada, não querendo um pretendente e com vários afazeres de futura rainha, precisamos olhar o ponto de vista dela também. Garanto que ninguém quer se casar com um estranho. E Eadlyn também tem seus pontos positivos, como o amor por sua família e por seu país, ao qual governará um dia. 

Com a chegada dos trinta e cinco garotos no palácio, Eadlyn faz uma eliminação relâmpago e que quando eu estava lendo fiquei simplesmente furiosa. GENTE! Na primeira eliminação, que seria apenas uns cinco garotos, ela praticamente tira metade da Seleção! E não de um jeito gentil. Mas a esperança é a ultima que morre e com o decorrer da nova Seleção, Eadlyn muda totalmente. Passa a ser mais sensível e compreensiva, além de virar amiga dos garotos da seleção e se apegar a vários deles. Como uma boa competição não pode NÃO haver intrigas e brigas, o que acontece algumas vezes entre os Selecionados. 
No final de A Herdeira uma tragédia acontece entre vários acontecimentos, e isso me deixou muito triste por ser algo tão inesperado. 

No último livro, (que na minha opinião é tão bom quanto A Escolha) conta o fim da Seleção e com o sortudo que ganhou o coração de Eadlyn. Sim, ela se apaixonou, mas a escolha que ela fez é surpreendente e MARAVILHOSA. Eu ri, chorei, me desesperei e principalmente SHIPPEI HORRORES!!! Kiera Cass criou um final SIMPLESMENTE SURPREENDENTE para essa incrível série e eu não tenho palavras para descrever o quanto amei!

A narrativa de todos os livros te prende e é simplesmente maravilhosa de um modo jovial e totalmente gostoso. A série de A Seleção tem um lugar guardado profundamente no meu coração para toda a vida. Achei incrível o universo que Kiera conseguiu criar e eu realmente fico admirada com tudo o que ela conseguiu criar para nossa America e para todos os personagens desse incrível enredo.

Nota: 4/5


Espero que tenham gostado!

E vocês, já conheciam essa série de livros ? Já leram ? Comentem!

Beijos e até a próxima <3

8 on 8 - Faz você sorrir


Olá leitores!
O blog está participando do 8 on 8 que é um projeto onde 8 blogueiras postam 8 fotos de um tema específico todo dia 8 de cada mês.

Nesse mês o tema escolhido foi "Faz você sorrir". Então, irei mostrar aqui 8 coisas que me fazem sorrir!

Esse projeto faz parte do grupo no Facebook Geek Nelas.

Vamos lá ?


SÉRIES DE TV - Esse print é do site Banco de Séries e mostra algumas das minhas séries favoritas!
Adoro ficar assistindo e teorizando o que vai acontecer com os personagens e gosto ainda mais de conversar com meus amigos sobre as séries que vejo!
Tem posts sobre algumas séries aqui no blog.



FOTOGRAFIA - Como eu disse nesse post aqui, fiz um curso de Fotografia e também aprendi algumas coisas na faculdade de Jornalismo, o que me fez apaixonar ainda mais por essa arte e além disso, é uma das coisas que me fazem sorrir!
Essa foto foi tirada pela minha amiga (e colaboradora do blog) a Saiury. Foi tirada em um chá de bebê e caso você queira ver as fotos desse dia (e outras fotos também), clique aqui e veja no meu Flickr :)


MINHA CACHORRINHA - Essa é a Duquesa, ela tem 5 aninhos (vai fazer 6 ainda nesse mês) e é o meu amorzinho! Além de companheira é pura preguiça e fofurice! Me faz sorrir com certeza <3



FILMES - Além de adorar assistir séries, adoro assistir filmes também!
Nessa foto tem Harry Potter, Animais Fantásticos e Onde Habitam e A Menina Que Roubava Livros, que são alguns dos meus filmes favoritos! E isso também me faz sorrir!
Veja os posts sobre filmes aqui no blog.



LIVROS - Apesar de não estar lendo na mesma frequência que antigamente, ainda gosto muito de ler e me faz sorrir toda vez que termino um livro, pois conheci mais uma história e viajei para mais um mundo diferente. 
Tenho muitos livros em casa, mais ainda não li todos =/ 
Na foto tem alguns dos livros que tenho.
Veja as resenhas já postadas no blog, clicando aqui.


COMIDA - Sim! Comida me faz sorrir e me faz feliz! Coloquei essa foto dessa barra de chocolate só para ilustrar que amo comer HSAHSUAHS


OUVIR MÚSICA - Outra coisa que me faz sorrir é ouvir música, principalmente as minhas favoritas!
Nessa foto tem os meus CDs da Dulce María e da Anahí e infelizmente são os únicos que tenho =/


MEU BLOG - São 6 anos postando e divulgando o Inverno de 1996 e isso já se tornou parte da minha vida.
Sempre levei o blog como um hobby, mas talvez esteja na hora de levá-lo um pouco mais a sério <3


É isso gente, espero que tenham gostado!

Confira os blogs que também estão participando do projeto:

E não esqueçam de me contar nos comentários quais são as coisas que fazem vocês mais felizes!

Beijos e até a próxima <3

Blogagem Coletiva - Meus cantores e bandas favoritos


Olá queridos leitores! 
Dia 01 foi o Dia da Música e para não deixar a data passar em branco, o grupo no Facebook Interative-se sugeriu fazer um post com nossos cantores e bandas favoritos, como Blogagem Coletiva!

Não adianta, a música está presente em nossas vidas mesmo que ás vezes a gente nem perceba. Seja apenas ouvindo na rádio, no celular ou até cantarolando no chuveiro, a música está ali e nos faz sentir mais alegres!


Vamos lá ?
RBD


Sim, eu ainda ouço RBD e ainda sei cantar todas as músicas!
Acho que nunca fui tão fã de uma banda ou cantor como fui (e ainda sou) deles, por isso guardo um carinho especial por essas pessoas que fizeram a minha pré-adolescência mais feliz.


Músicas solo dos ex integrantes que indico: Anahí - Amnesia, Dulce María - No Sé Llorar, Maite Perroni - Adicta, Christian Chavez - Tóxico, Chistopher Uckermann - Revolutionary Love. Alfonso Herrera não gravou nenhuma música desde a separação do grupo, mas ele está focado em sua carreira de ator: você pode encontrá-lo na série Sense 8 (Netflix) e The Exorcist (Fox).
Evanescence

"Monique, como assim pulamos de RBD para Evanescence ?" Pois é, não é só de música latina que eu vivo, gente! Também escuto rock de vez em quando e uma das minhas bandas favoritas é Evanescence!
Sou extremamente apaixonada pela voz da Amy Lee e toda vez que ouço ela cantando, fico toda arrepiada!

Músicas que indico: Imaginary, Lithium, The Change, Lost In Paradise, All That I'm Living For, My Last Breath e a recém lançada Imperfection.

Músicas solo da Amy Lee que indico: Speak To Me, Love Exists e Lockdown (feat. Dave Eggar).    
Lady Gaga

Do rock vamos para o pop!
Sou fã da Gaga desde 2009 quando uma colega minha me apresentou o clipe Pocker Face e aí me apaixonei pelo seu estilo diferente e pela sua voz.
Se tem uma diva pop que amo, com certeza é a Lady Gaga!

Músicas que indico: Paparazzi, Dance in the Dark, Born This Way, Aura, Perfect Illusion, John Wayne e The Cure.
Pitty

Antes que vocês reclamem, tem sim uma cantora nacional aqui na lista! Acho que todo mundo pelo menos conhece uma música da Pitty, afinal ela fez parte da adolescência de muita gente!
Sou apaixonada pelas músicas dela e as ouço desde que eu era criança, então tenho um imenso carinho por ela!

Músicas que indico: Déja Vu, Na Sua Estante, Teto de Vidro, Fracasso, SETEVIDAS, Desconstruindo Amélia, O Lobo, Comum de Dois.     
Tokio Hotel

Pra quem não conhece ou não lembra, Tokio Hotel é uma banda alemã que fez muito sucesso aqui no Brasil com a música Monsoon entre 2007 e 2008.
Eles começaram tocando rock, mas a partir de 2014 decidiram dar uma repaginada e desde então estão tocando pop rock/eletrônico.
Mas como uma boa fã que sou, continuo os amando e curtindo suas músicas, além disso sou fã deles desde 2009 <3


Músicas solo do vocalista (Bill Kaulitz) que indico: Love Don't Break Me e Not Over You.


Espero que tenham gostado!

Me contem aí nos comentários quais são seus cantores e bandas favoritas!

Beijos e até a próxima <3


Festival Internacional de Folclore de Nova Prata - RS


Olá leitores!
Hoje o post vai ser diferente: entre os dias 20 e 24 de setembro aconteceu em Nova Prata (cidade onde moro) a 13ª edição do Festival Internacional de Folclore. No dia 22 tive a oportunidade de conferir o espetáculo de dança dos grupos participantes do Festival e foi a primeira vez que fui assistir. O Festival já ocorreu diversas vezes por aqui, mas nunca tive a chance de ir.

Na noite em que eu e minha mãe fomos, teve as apresentações dos seguintes países: Ilha de Páscoa, México, Panamá, Turquia, Uruguai e alguns grupos de dança da própria cidade, como o Kalina (danças típicas da Polônia), CTG Retorno à Querência (danças típicas do Rio Grande do Sul) e Bailado Gaúcho (grupo de danças típicas de todas as regiões do Brasil e quem realizou o evento).

O evento foi marcado para às 19:30, mas começou às 19:45. Foram somente 15 minutos de atraso.

Começou com uma apresentação do grupo Bailado Gaúcho, onde foi contada em forma de canto e dança, a história de como a Nossa Senhora Aparecida foi encontrada e como ela se tornou a padroeira do Brasil, pois o Festival também comemorou nessa edição os 300 anos da Nossa Senhora.


 


Foi uma apresentação bem emocionante, principalmente para quem é católico ou simplesmente acredita e tem fé na Nossa Senhora Aparecida!

Depois foram chamados os grupos que iriam se apresentar durante a noite. Foram chamados um por um para subir ao palco.




Quando todos já estavam no palco, o presidente do Bailado Gaúcho falou algumas palavras para iniciar o espetáculo daquela noite.

Depois que todos saíram do palco, começou a apresentação do primeiro grupo estrangeiro: o México.

Sou suspeita falar, pois sou apaixonada por tudo que tenha a ver com o México. Desde criança assistia as novelas mexicanas no SBT e fui uma grande fã de RBD, então tenho um imenso carinho pelo país! Mesmo nunca tendo ido até lá (ainda!).

Durante toda a apresentação senti emoção e alegria por estar realizando um sonho e ainda assistir um grupo de dança mexicano apresentando toda a sua cultura (que é fantástica, por sinal).





Logo que acabou, ouvi algumas pessoas na plateia gritando "México, México!". E todo mundo aplaudiu com entusiasmo! Foi lindo!

Apagaram as luzes e tivemos uns minutos para "esticar as pernas", afinal estávamos sentados nas arquibancadas e isso era um pouco desconfortável. Algumas pessoas aproveitaram o momento para ir ao banheiro ou ir ao bar comprar algo.

Alguns minutos se passaram e logo começou uma homenagem à um músico importante aqui na cidade. Passou um vídeo no telão sobre a vida dele e depois algumas pessoas que estavam no palco chamaram o mesmo para subir lá. 

® Inverno de 1996 | Layout por A Design