“Eu fico pensando se alguém me ama em segredo. Se alguém chora quando lembra de mim. Se alguém sente borboletas no estômago quando chega perto. Se quando põem a cabeça no travesseiro lembra do meu sorriso, meu cheiro, meu jeito. Se alguém liga o rádio, escuta uma musica e vem meu nome em sua cabeça. Se um dia eu descobrir talvez eu morra com a consciência pesada. Eu sei como é sofrer de amor por um individuo que nunca pensou em você.”   (Seanl)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

® Inverno de 1996 | Layout por A Design