Resenha - Dezesseis (Rachel Vincent)


Olá leitores! 
Ganhei esse livro num sorteio no blog Corações de Papel no ano passado e li no final do ano. Amei tanto a história que resolvi fazer uma resenha aqui no blog!

Vamos ver o que achei ?

Título: Dezesseis - Em um mundo em que todos são iguais ela ousou sair do padrão #1
Autora: Rachel Vincent
Editora: Universo dos Livros
Ano de lançamento: 2017
Nº de páginas: 240
Onde comprar: Submarino | Saraiva | Americanas | Amazon


SINOPSE:
Dahlia 16 vê seu rosto em toda multidão. Ela não tem nada de especial – é apenas uma entre as outras cinco mil garotas que foram criadas visando o bem da cidade. Ao conhecer Trigger 17, porém, tudo muda. Ele a considera interessante. Linda. Única. Isso significa que ele deve ser defeituoso. Quando Dahlia não consegue parar de pensar nele – nem resistir a procurá-lo, ainda que isso signifique quebrar as regras – ela percebe que deve ser defeituosa também. Mas, se ela for defeituosa, todas as idênticas também são. E qualquer genoma com defeito descoberto deve ser recolhido. Destruído. Ser pega com Trigger não apenas selaria o destino de Dahlia, mas o das cinco mil garotas com o mesmo rosto. No entanto… e se Trigger estiver certo? E se Dahlia for mesmo diferente? Subitamente, a garota que sempre seguiu todas as regras começa a quebrá-las, uma a uma…
RESENHA:

Como disse antes, ganhei esse livro em um sorteio no blog da nossa autora parceira, a Mari Scotti no ano passado e li somente no final do ano, mas valeu a pena!

Não sei se vocês sabem, mas um dos meus gêneros literários favoritos é distopia, então quando li a sinopse desse livro, me apaixonei e fiquei ansiosa para ler!

A história é sobre uma cidade onde existem clones. Para cada profissão existem em torno de cinco mil clones, por exemplo: para a Divisão de agricultura tem cinco mil, para a Divisão de jardinagem, existem mais cinco mil e assim por diante. E a personagem principal, a Dahlia 16 é da Divisão de agricultura, então ela passou a vida toda plantando e colhendo frutas, verduras e legumes. Até que ela conhece sem querer um menino de outra Divisão, a de Forças Especiais (seu nome é Trigger 17) e sua vida vira de cabeça para baixo, pois eles se apaixonam um pelo outro, o que é extremamente proibido, afinal eles foram criados como "robôs" para fazerem de tudo para o bem da cidade.
O que é esse sentimento ? Por que me sinto atraída por ele como um ímã por um metal, quando sei que apena isso é suficiente para significar problema para nós dois ?
Explicando: o número depois do nome é a idade que eles tem e a Administração é quem comanda a cidade.
E esses clones são feitos em laboratório, onde os geneticistas criam seus DNAs de acordo com a necessidade da cidade.
Sem os geneticistas, a humanidade teria que voltar à velha maneira, suja e ineficiente, de produzir crianças que podem morrer ou herdar doenças e certamente jamais desenvolverão todo o seu potencial, porque são feitas de fitas de DNA aleatórias, e não de genes escolhidos a dedo, perfeitamente adequados a um propósito especifico. 
Uma coisa que me chamou atenção é a ingenuidade da Dahlia 16, pois como eu mencionei antes, ela foi criada como um "robô", praticamente, e não sabe o que é um beijo e nem o que é abraçar alguém. A personagem tinha amigas, mas eram seus próprios clones e elas nunca demonstravam afeto uma às outras. Mas, além dela ser ingênua nessas questões, em outras ela era mais inteligente do que suas "irmãs", o que a fazia se destacar. Porém, não vou falar muito, senão vou acabar dando spoilers!

Acho que com esse livro podemos refletir que cada indivíduo do nosso mundo vive em sua própria "bolha", com suas rotinas e com suas próprias coisas para fazer e que às vezes nos esquecemos que é legal sair dessa "bolha" e vivenciar coisas novas e diferentes!

Esse foi o primeiro livro que li da autora e gostei muito da sua escrita. Também gostei da diagramação, da capa e da tradução do título, o que condizem muito com a história do livro.

No geral, eu amei a história e já estou ansiosa para ler a continuação, que pelo que pesquisei, ainda não tem previsão de lançamento.

Minha nota: 
5/5

Espero que tenham gostado!

Me contem nos comentários se já conheciam esse livro e o que acharam da resenha!

Beijos e até a próxima <3

16 comentários:

  1. Parece ser ótimo!

    Tem sorteio novo la no blog, te convido a participar! http://www.cobaiaamiga.com/2018/03/resumo-da-semana-sorteio-makes.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o livro é incrível!

      Volte sempre que puder <3

      Excluir
  2. Oi Monique, tudo bem? Eu já conhecia o livro porque me chamou atenção na época do lançamento, mas nunca li porque não sou muito fã de distopias, confesso rsrsrs mas a premissa é boa e acho que vou gostar da Dahlia!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você vai gostar sim! Super recomendo!

      Beijos e volte sempre <3

      Excluir
  3. Olá!!

    Adoro distopias e ainda não conhecia essa.
    Achei interessante isso de mesmo ela sendo criada como praticamente um robô ter se apaixonado e fiquei curiosa para saber no que vai dar.
    Ainda não li nada da autora e gostaria de conhecer sua escrita.

    bjs
    Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro todo é muito interessante, acho que você vai gostar!
      Esse foi o primeiro livro da autora que li e gostei da sua escrita!

      Beijos <3

      Excluir
  4. Adorei a resenha. O livro parece ser surpreendente.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ele é bem surpreendente!

      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  5. Oi Monique!
    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas adorei a premissa da história. Também gosto bastante de distopias, justamente por trazerem esses questionamentos que refletem tanto os problemas da sociedade atual.
    Adorei conhecer! <3 Se tiver a oportunidade, com certeza vou ler!
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando puder, leia sim! Acho que você vai gostar!

      Beijos e volte sempre <3

      Excluir
  6. Eu amei tanto tanto tanto esse livro que fiz até evento para a editora!! Haha. Não vejo a hora de vir o segundo!! Feliz em conhecer mais pessoas que gostaram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ótimo mesmo né ?
      Também tô louca pra ler a continuação!

      Beijos <3

      Excluir
  7. Nunca li nada dessa escritora mas o livro parece ser vem interessante. Só não gostei da parte que tem continuação. Li house of night por esses tempos e fiquei meio traumatizada porque não acabava nunca rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, espero que não tenha muitos livros HSUAHUSHSAU
      Também li House Of Night e realmente, tem muuuitos livros!

      Beijos e volte sempre <3

      Excluir
  8. Olá, uau. Eu ainda não sei se gosto ou não de distopias. Já li algumas, mas continuo em dúvidas quanto a isso.
    A história parece bastante interessante até por nós colocar diante de nós mesmos (aparentemente)em meio às rotinas que engendramos. E posso dizer que me incomoda um pouco esse olhar. Leio no momento o conto de aia. Uma distopia escrita em 85 e que dê repente parece parte da realidade. Algo pronto para acontecer.RS

    acho que prefiro ficção mesmo. RS
    Bacio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queria ler O Conto da Aia, pois todo mundo comenta sobre a série de tv, então queria conhecer mais sobre.
      Também prefiro ficção HSUAHAUHS

      Beijos e volte sempre <3

      Excluir

Muito obrigada pela sua visita! Vou amar ler seu comentário!
Se possível, deixe o link do seu blog para que eu possa retribuir a visita! Beijos e volte sempre :)

® Inverno de 1996 | Layout por A Design